Programa Mais Alfabetização 2019 – Inscrição, Como Funciona


 

O Governo Federal, por meio da Secretaria de Estado de Educação, está sempre em busca de formas de melhorar o ensino nas escolas públicas do Brasil. Todos os anos são implementadas novas políticas e campanhas no sentido de melhorar o rendimento dos alunos. O Programa Mais Alfabetização é um exemplo.

Nesse artigo vamos explicar como funciona o Programa Mais Alfabetização 2019, quais as suas vantagens, para quem ele se destina, como fazer as inscrições e muito mais. Trata-se de um importante programa do governo, apesar de ser pouco conhecido pelo público em geral.

Programa Mais Alfabetização

Muitas escolas deixam de participar por não conhecer de perto esse programa. Por isso é fundamental saber como ele funciona, suas principais características e também sanar algumas dúvidas.

O que é o Programa Mais Alfabetização?

Esse é um dos programas mais recentes do Governo Federal em termos de política educacional. Foi lançado em fevereiro desse ano, em âmbito nacional. Ou seja, válido para todas as escolas do país, de nível público. Mas atenção, ele é destinado ao primeiro e segundo ano do ensino fundamental.

Isso significa que a inscrição no Programa Mais Alfabetização pode ser feita apenas para beneficiar alunos desses dois anos da educação básica. Existem outros programas, destinados aos outros níveis de ensino. Para saber quais são, entre em contato com a secretaria de educação do município.

O problema da alfabetização no Brasil

Um dos grandes desafios enfrentados pelos educadores no Brasil é a dificuldade em conseguir que os alunos possam ler e desenvolver o raciocínio matemático. É comum que jovens cheguem ao ensino médio sem saber ler corretamente. A dificuldade em matemática se mostra ainda mais evidente.

O objetivo do Programa Mais Alfabetização 2019 é justamente corrigir essa deficiência, através de estratégias diferenciadas. O projeto prevê a utilização de um educador que passará mais tempo com os alunos que mais necessitam de ajuda. Tudo isso com fomento direto do governo, com repasse de verba extra.

Como funciona o Programa Mais Alfabetização

Entender como funciona o Programa Mais Alfabetização é bem simples. Trata-se de um programa de horas complementares. O aluno passará mais tempo recebendo atenção especializada. Além disso, atividades específicas serão desenvolvidas, pensadas exclusivamente para esses alunos.

Ao todo serão cinco horas extras para escolas não vulneráveis e dez horas para escolas vulneráveis. São consideradas escolas vulneráveis aquelas que apresentem dois critérios: ter mais de 50% dos alunos deficientes em leitura, escrita e matemática; ser uma escola com alunos de baixa renda.

Benefícios do programa

Para as escolas, vale a pena fazer inscrição no Programa Mais Alfabetização. É uma oportunidade de contribuir para o desenvolvimento acadêmico das crianças, além de permitir o melhoramento do rendimento da escola nas provas diagnósticas.

Os benefícios não são apenas para os alunos. Professores e comunidade podem ganhar, inclusive financeiramente. Todos aqueles que participam recebem uma bolsa, correspondente ao tempo de atividades realizadas.

Podem se inscrever professores, educadores, alunos de cursos superiores (principalmente da área de pedagogia e cursos relacionados). O valor da bolsa varia de 150 a 300 reais, a depender do tempo de atividades desempenhadas nas escolas.

A carga horária de atividades é bem pequena: são no mínimo 60 minutos por turma. Isso significa que os selecionados não trabalham o dia todo. Trata-se de um programa de horas complementares para os alunos, para que eles passem um pouquinho mais de tempo na escola.

Como se inscrever

Para fazer a inscrição no Programa Mais Alfabetização 2019 é muito simples. Os interessados devem acessar o site do programa na internet e enviar uma ficha de inscrição devidamente preenchida. Professores, educadores e estudantes de graduação podem se inscrever no sistema.
Não existe custo para a inscrição. Outro ponto importante é que as escolas também devem se inscrever. Não se trata de um programa obrigatório, cada escola decide se quer ou não participar do programa.

Nem todas são atendidas, tendo em vista os critérios para escolha das escolas. O objetivo dessa campanha é ajudar as escolas com maior deficiência em alfabetização (leitura, escrita e matemática).

Tipo de trabalho desenvolvido

Já que estamos falando sobre como funciona o Programa Mais Alfabetização, é importante mencionar que as atividades prestadas pelo assistente de alfabetização são consideradas de natureza voluntária. Não há contrato de trabalho, nem vínculo com a escola. O valor pago é a título de gratificação.

Se você deseja contribuir para o aprendizado de jovens que precisam de ajuda, vale a pena conhecer de perto o Programa Mais Alfabetização. O trabalho é voluntário, mas você receberá uma bolsa mensal.

Leave a Reply